25/05/2017 19:30

Roda de Conversa Mães no Hip Hop

No mês em que se comemora o dia das mães, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal recebe, no dia 25 de maio, às 19h30, a roda de conversa Mães no Hip Hop, uma realização do Coletivo Protagonistas. A roda tem como objetivo apontar, problematizar e reconstruir o espaço das mães e filhos na cena da cultura Hip Hop.

Dentro da pluralidade do Hip Hop, seis mulheres foram escolhidas para dialogar com os nove elementos da cultura e verbalizar suas experiências: Yuly Naranjo, bailarina e assistente de produção do Coletivo MAYA, integrante até 2012 da Companhia de Dança Primitiva do Mestre João Angoleiro em BH; Winy Mangabeira, produtora cultural e graduanda em Direito pela PUC Minas, iniciou sua trajetória no Hip Hop no ano de 2007 como MC no grupo H2S2 (Hip Hop sob o Salto); Aline Lua, presente nos movimentos da cultura Hip Hop de Belo Horizonte, desde 2010, como plateia, inicialmente. Atualmente, estuda de maneira independente vários gêneros de dança, entre elas as danças presentes no Hip Hop; Chellz Oliveira, Bgirl e dançarina das danças urbanas. Iniciou-se em 2008 na dança breaking e, em 2009, começou a competir dentro de Belo Horizonte; Vanessa Beco, integrante do coletivo Negras Ativas, servidora da área de educação e participante do Fórum das Juventudes da Grande BH; e Totty Soraia, uma das grandes referências femininas dentro da cultura Hip Hop, tendo sido foi produtora cultural da Zona Oeste (Barreiro), de 2003 a 2006, e coordenadora da Cufa (MG), no núcleo Maria Maria, de 2007 a 2010. A mediadora da roda será Negah Thé, presidente estadual da Nação Hip Hop Mulher - MG, integrante do Núcleo de Coordenadores do Nação Hip Hop MG e uma das organizadoras do Sarau Flores do Beco.

Coletivo Protagonistas

O Coletivo Protagonistas foi criado em janeiro de 2017, sendo formado por um grupo de mulheres que, além de amigas, são inseridas e vivem a cultura Hip Hop mineira e, por meio do coletivo, buscam promover ações coletivas pela cidade, abordando temas específicos e questões sociais, culturais e urbanas.

Formado por Ana Paula Freitas, advogada e educadora social popular; Jamine Miranda, historiadora e mestranda em Educação; Lorena Santos, estilista e empreendedora; Má Lourenço, analista de softwares e bartender; e Ohana Santana, MC e designer gráfico, o coletivo também busca desenvolver e articular ações pontuais, tendo como prioridade proporcionar visibilidade às lutas e causas como o protagonismo feminino, diversidade de gênero, orientação sexual, raça e etnia, entre outras. O coletivo entende que o Hip Hop também é o lugar onde essas práticas e ações precisam acontecer com mais regularidade, e que a melhor maneira de fazer isso é de forma coletiva e colaborativa, com rodas de conversas, debates, exibição de documentários entre outros.

 

Entrada gratuita. Vagas limitadas. Sujeito à lotação do espaço.

Informações Adicionais

Local:

MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal

Endereço

Praça da Liberdade, s/n, Funcionários

Horário

19h30

Data

De 25/05 até 25/05