25/01/2017

Arquivo Público Mineiro celebra parceria com a Universidade Federal de Lavras

Arquivo Público Mineiro celebra parceria com a Universidade Federal de Lavras

 Termo de Cooperação cria meios para preservar documentos do Museu Bi Moreira, em Lavras

 

A Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, através do Arquivo Público Mineiro (APM), e a Universidade Federal de Lavras (UFLA), assinaram, no último mês, Termo de Cooperação Técnica para criar meios para preservar e organizar os documentos arquivísticos sob a guarda do Museu Bi Moreira. Trata-se de um grande conjunto documental que compreende livros, jornais/periódicos, documentação iconográfica (fotografias e negativos), documentos textuais e documentação sonora (discos vinil).

Essa parceria será de grande valor uma vez que o Museu Bi Moreira é uma importante instituição histórica da região e conta com documentos valiosos que registram a cultura e a história de Lavras, de Minas Gerais e do Brasil. Fundado em 1949 por Sílvio do Amaral Moreira ("Bi Moreira") o Museu era chamado, originalmente, de Museu de Lavras. Passou por vários endereços até que em 1970 foi transferido para o casarão da Escola Superior de Agricultura de Lavras (ESAL, hoje UFLA), onde se encontra até hoje.

A 1º etapa desta parceria terá a duração de 12 meses. Especialistas e técnicos do APM fornecerão treinamento teórico e prático sobre preservação e organização de acervos documentais em suporte papel e fotográfico para os funcionários da UFLA, que trabalham diretamente com esses tipos de acervos nos arquivos, bibliotecas e museus da Instituição. Em seguida serão elaborados estudo de nova localidade e mobiliário, adequados para abrigar o Arquivo do Museu Bi Moreira e um projeto de preservação, organização e digitalização do acervo documental em suporte papel e fotográfico sob a guarda do Museu.

O superintendente do APM, Thiago Veloso, ressalta a importância da capacitação dada pelo APM aos profissionais da UFLA: “Esse projeto promoverá a ampliação de pesquisas multidisciplinares dos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade, de outras instituições e do público geral. Igualmente garantirá a base para a criação de um Centro de Documentação e Pesquisa na UFLA que atenderá uma demanda crescente voltada para o ensino e a extensão”, destaca Thiago.

 

Vale destacar que, alinhado à política de descentralização e regionalização do Governo do Estado, as capacitações técnicas serão extensivas aos servidores do Município de Lavras e cidades vizinhas que trabalham em arquivos, bibliotecas e museus. A UFLA está situada em uma região onde existe grande contingente de cidades de médio e pequeno porte. Em um raio inferior a 100 km de distância, encontram-se mais de trinta municípios, com população total estimada em um milhão de pessoas. O superintendente do APM enfatiza os desdobramentos esperados com o projeto: “Pretende-se com isso a criação, em Lavras, de um grande pólo de preservação, organização e democratização de acervos documentais de caráter público e social, atendendo todo o Sul de Minas, colocando a história da região ao alcance de todos”, explica Thiago.  

Faça um Comentário:

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *