02/05/2017

Arte e Loucura no Circuito Liberdade ocupa nossos espaços em maio

Arte e Loucura no Circuito Liberdade ocupa nossos espaços em maio
 
A abertura oficial da 15ª Semana de Museus será nesta quinta-feira, no Museu Mineiro

  

O Circuito Liberdade participa da 15ª Semana Nacional de Museus, realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) com o projeto “Arte e Loucura”, em parceria com os Centros de Convivência da Prefeitura de Belo Horizonte. De maio a julho, os equipamentos reúnem obras e manifestações estéticas produzidas pelos usuários dos centros e propõem um novo olhar sobre a loucura, a partir da produção estética e artísticas dos portadores de sofrimento mental. A abertura oficial da semana será realizada nesta quinta-feira, 11 de maio, às 19h, no Museu Mineiro (Avenida João Pinheiro, 342), com a exposição “De ter vivido por um fio ao redor do mundo” fica no Museu Mineiro, de 12 de maio a 09 de julho. A abertura contará com a presença de autoridades municipais e estaduais. Durante a abertura, o público poderá assistir a apresentação do show da banda Block Loki, de música popular brasileira.

“De ter vivido por um fio ao redor do mundo” reúne obras produzidas pelos usuários dos Centros de Convivência da capital. São desenhos, pinturas, bordados, cerâmicas, mosaicos e vídeos. A exposição pode ser visitada às 3ª, 4ª e 6ª, das 10 às 19 horas. Às 5ª das 12 às 21horas. E aos sábados e domingos das 12 às 19 horas.

Os equipamentos do Circuito também terão programações próprias  para fazer parte da Semana Nacional de Museus. O tema proposto pelo Ibram para esta edição é “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”.

 A programação do “Arte e Loucura” é composta por exposições de artes plásticas, exibição de vídeos artísticos, vídeos informativos, exposição de fotografias, lançamento de publicações, intervenções no espaço urbano da Praça da Liberdade, sarau musical, sarau poético, intervenções cênicas/ corporais, realização de oficinas, rodas de conversas e palestras. Os espaços que fazem parte do projeto são os seguintes: Espaço do Conhecimento UFMG, MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, Memorial Minas Gerais Vale, Centro Cultural Banco do Brasil, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, IEPHA,  Museu Mineiro e Praça da Liberdade. A realização da Prefeitura de Belo Horizonte, com parceria do Circuito Liberdade, IEPHA e Secretaria de Cultura do Estado de Minas Gerais.

Uma história de 20 anos

A exposição no Museu Mineiro é bastante significativa. Há 20 anos, o museu recebeu a exposição “O olho pesca” com uma seleção da produção dos artistas dos Centros de Convivência. Tratava-se da primeira exposição de artes visuais realizada por uma rede de atenção que ainda ensaiava seus primeiros passos. O retorno ao mesmo museu, com uma nova exposição, não só se apresenta como uma excelente oportunidade para celebração do caminho percorrido e das conquistas obtidas ao longo deste percurso, mas também para reafirmar, junto à comunidade, a capacidade do portador de sofrimento mental em participar ativamente da vida em sociedade, e demonstrar o potencial do trabalho que é desenvolvido, principalmente, no campo da arte.

Centros de Convivência

Belo Horizonte conta com nove Centros de Convivência, um de cada regional. Os Centros de Convivência são serviços de saúde mental que, segundo os princípios da reforma psiquiátrica antimanicomial, oferecem oficinas de arte e artesanato para portadores de sofrimento mental. Esses espaços promovem oficinas que privilegiam o contato dos participantes com sua potência criativa, propiciando laços, afetos, para que se empoderem, para que reconstruam sua vida, sua identidade- com e apesar do sofrimento mental.

O
s Centros de Convivência espaços utilizam de recursos artísticos e culturais, trabalhando de forma diferenciada dos outros serviços a inserção do portador de sofrimento mental, possibilitando-os como cidadãos e como artistas circularem em grandes teatros, museus, feiras, cinemas, exposições, e demais espaços da arte e da cultura

Confira aqui a programação completa dos equipamentos do Circuito Liberdade

CCBB

Mostra dos Centros de Convivência

Exposição Empresta-me Teus Olhos?

Período de visitação: 12/04 a 29/05

Horário: de quarta a segunda-feira, das 9h às 20h.
Salas 2 e 3  

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE

Mostra dos Centros de Convivência

Mostra de VídeoArte - Cyber Lounge
Período de visitação: 02/05 a 04/06

Horário: de terça a sexta, das 10h às 18h
Sábados, das 10h às 18h / Domingos, das 10h às 15h

Exposição de artes Visuais ”Linha da Palavra” – Sala de Trilhas

Período de visitação: 02/05 a 04/06
Horário: de terça a sexta, das 10h às 18h
Sábados, das 10h às 18h / Domingos, das 10h às 15h

Mostra de Música “Viva a Diferença” - Auditório
Data: 20/05

Horário: das 15h às 17h
Duração: 90 min
Retirada de senha, sujeita a lotação do espaço
 
Feira de publicações e Sarau “Asa da Palavra” - Espaço Ler e Ver:
Data: 25/05

Horário: das 19h às 21h
Duração: 90 min

Casa da Ópera – Poesias Sonoras -  “Canto da Palavra”
Data: 25/05

Horário: 19h
Duração: 60 min (3 apresentações de 15 minutos)
Retirada de senha, sujeita a lotação do espaço

Programação da Semana Nacional de Museus

Em Visibilidade no Museu
Exibição de um vídeo com depoimentos de funcionários do MMGV buscando seus olhares e impressões acerca do espaço museal, onde trabalham diariamente, mas que muitas vezes não se veem representados.

Período de visitação: 06 a 28/05
Local: Sala Espetáculo Mineiro
Horário: de terça a sexta, das 10h às 18h
Sábados, das 10h às 18h / Domingos, das 10h às 15h
 
“Isto é que é Museu?”
Crianças de todas as idades narram suas impressões acerca dos espaços do museu e o visitante é convidado a entrar nesse mundo de imaginação e encantamento.

Local: Sala de Leituras
Horário: Sábados, das 14h às 16h / Domingos, das 13h às 15h
 
Ação Educativa: Inversão de Histórias
Observando que a construção de muitas histórias acontece nas relações de poder, queremos questionar as versões que são mais difundidas e tidas como únicas (verdades absolutas). Partiremos do pressuposto que sobre qualquer história pode haver múltiplas interpretações.

Local: Caminhos e Descaminhos
Horário: 11h às 12h
 
Ação Educativa: Territórios Invisíveis
Criação de mapas-paisagens de BH que contenham não somente locais que geograficamente se perderam ao longo dos anos na cidade, mas também histórias de personagens importantes para a construção dessas paisagens-memórias na cidade de Belo Horizonte.

Local: Sala do Educativo
Horário: Sábados e Domingos, das 15h às 16h
 
Os Museus e a Abordagem das Diferenças. Sugestão de Percursos - Encontro de Formação com educadores, com a Mestre Nila Rodrigues
A pesquisadora Nila Rodrigues propõe um diálogo sobre formas de problematização de acervos e ações museológicas que abarque aquilo que não vem sendo dito nos museus sobre o social que representam.

Data:17/05, Quarta-feira

Horário: 12h30
Local: Auditório

Disputa Nervosa – Batalha de Passinhos Lá da Favelinha,
O passinho é uma coreografia que mobiliza milhares de jovens das comunidades populares e dá visibilidade aos dançarinos. Também é usado para unificar; os jovens se encontram para disputar quem dança mais, sem violência, promovendo circulação e ocupação na cidade. A dança como expressão, como voz, como palavra. Unificadora.
Data: 18/05, quinta-feira,

Horário: 19h30

Local: Escadaria Externa do Memorial

Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais

Mostra dos Centros de Convivência

Exposição de publicações originais referentes à Saúde Mental:“Contraponto: obras para além dos muros?”
Período de visitação: 08/05 a 31/05

Horário: Segunda a Sexta, das 8h às 18h – Sábado, das 8h às 12h
Setor de Coleções Especiais – 2º andar
 
Exposição de artes visuais: “De ter vivido por um fio ao redor do mundo”
Período de visitação:  de 12/05 a 18/06

Horário de visitação: Segunda a sexta, das 8h às 18h – Sábado, das 8h às 12h
Passarela Cultural - Anexo
 
Exposição de pinturas e objetos: “Contraponto: obras para além dos muros?”
Período de visitação: 24/05 a 02/07

Horário visitação: Segunda a Sexta, das 8h às 18h – Sábado, das 8h às 12h
Setor Braile
 
Mostra da produção das oficinas realizadas na Biblioteca Pública
Data: 29/05

Horário: 14h
Auditório
 
Contação de história com Jhê Delacroix: “Contarolando despropósitos”
Data: 10/05

Horário: 14h
Setor Infanto Juvenil
 
Oficina de Origami:“ Poesia com passarinho”
Data: 10/05

Horário: 14h
Setor Infanto Juvenil
 
Oficina - “Falar com as mãos e ouvir com os olhos”
Data: 12/05

Horário: 14h
Monitor: Flávia Neves de Oliveira Castro (monitora de artes visuais do Centro de
Convivência São Paulo)
Sala de Cursos - Anexo
 
Contação de história com Jhê Delacroix: “A tecelã”
Data: 22/05

Horário: 14h
Setor Infanto Juvenil
  
Oficina de Bordado - “ A trama e o ponto”
Data: 22/05

Horário: 14h
Monitor: Aleixo da Cruz (Monitor do núcleo de costura da Suricato)
Prédio anexo
Setor Infanto Juvenil
 
Oficina - ”Palavras Aladas” - ( público infantil)
Data: 24/05

Horário: 9h
Monitor: Sandro Boaventura (monitor de letras e performance do Centro de
Convivência Carlos Prates e do Centro de Convivência Oeste)
Sala de Curso - Anexo
 
Oficina - “A linha que leva o ponto para passear”
Data: 26/05

Horário: 14h
Monitor: Thelma Blach de Macedo (monitora do Centro de Convivência Carlos
Prates)
Sala de Cursos
(*) – As oficinas têm vagas limitadas. Inscrição no local por ordem de chegada

MUSEU MINEIRO

Mostra dos Centros de Convivência

“Arte e Loucura no Circuito da Liberdade”
Horário: 3ª, 4ª e 6ª, das 10h às 19h | 5ª , das 12h às 21h |

Sábados, domingos e feriados: das 12h às 19h
Abertura Oficial: 11 de maio
Av. João Pinheiro, 342 – Funcionários
Horário: 19 horas

Exposição: “De ter vivido por um fio ao redor do mundo”
Período de visitação: 12/05 a 09/07

Horário de visitação: Terças, Quartas e Sextas-feiras, das 10h às 19h
Quintas-feiras, das 12h às 21h
Sábados e domingos, das 12h às 19h
 
Oficina com profissionais dos Cnetros de Convivência
Período: 23/05 a 30/06

Horários: Terças e quintas, às 14h 
Informações sobre as oficinas: www.museumineiro.mg.gov.br

Oficina de biscuit “Reproduzindo o acervo do Museu Mineiro”
Data: 18/05, quinta-feira

Horário: das 14h às 17h

CAP

Programação da Semana Nacional de Museus

Exposição Célio Faria - Pinturas
Abertura: 10 de maio – 19h

Período de visitação: 11/05 a 16/06
Horário: 3ª, 4ª e 6ª, das 10h às 19h | 5ª, das 12h às 21h |
Sábados, domingos e feriados, das 12h às 19h

Oficina - Narrando a obra de Célio Faria
Data: 18 e 19 de maio

Horário: das 15h às 17h
Classificação: idade mínima 13 anos.
Nº de Vagas: 15 por dia
Descrição: apresentar a obra Célio Faria, acompanhado da análise de uma
narrativa típica mineira e a incorporação da identidade.


ESPAÇO DO CONHECIMENTO UFMG

Mostra dos Centros de Convivência

Projeção do vídeo “De tempo e luta”
Data: 18 de maio

Horários: 19h, 19h30, 20h00, 20h30, 21h00, 21h30
Local: Fachada Digital
 
Exposição “Em tempos de Luta”
Data: 13 a 30/05

Horário: 10:30
Local: Cafeteria do Espaço do Conhecimento da UFMG

Apresentação do Grupo musical São Doidão
Data: 13/05

Horário: 11h
Local: Cafeteria do Espaço do Conhecimento da UFMG

Café Controverso: A Produção do Portador de Sofrimento Mental nos Serviços de Saúde
Lúcia Castelo Branco e Wesley Simões

Data: 20/05
Hora: 11h

Local: Cafeteria do Espaço do Conhecimento da UFMG

Programação da Semana Nacional de Museus 

EXPOSIÇÃO - #arteliBeRdade

Exposição na Fachada Digital de obras de poetas e artistas digitais em torno do dizível e indizível sobre a relação arte liberdade.

Período de visitação: 15/05 a 18/06, das 18h às 22h 

AÇÃO EDUCATIVA - "O Museu e o Não Dito".

A instalação interativa provoca o visitante a refletir sobre o que geralmente fica fora do discurso museológico e científico, bem como, busca dar voz ao que "não é dito".
Período: 16 a 21/05

Horário: das 10h às 17h 

EXIBIÇÃO DE FILME - Sessão de Planetário: “Astronomia Indígena com Libras“.

A sessão aborda conhecimentos astronômicos de etnias indígenas brasileiras, principalmente do povo Guarani, com tradução para Libras.
Período: 16 a 21/05

Horário: 16h 

TEATRO - "Conversa com Cientista"

Personagens famosos e menos conhecidos da história da ciência instigam visitantes a indagar como a ciência se constrói, quem são as pessoas por trás das teorias?
Período: 18/05 a 20/05 

VISITA MEDIADA - Visita aos bastidores do Museu.

Os visitantes terão a oportunidade de conhecer o museu por outro ângulo explorado​
Período: 20/05

Horário: das 14h às 15h 

MM GERDAU - MUSEU DAS MINAS E DO METAL

Mostra dos Centros de Convivência

Show: “Sambabilolado e outros tan tans”
Data: 18 de maio

Horário: 19h30
Local: Praça de Convivência
Entrada franca
Classificação livre
 
Instalação audiovisual “A Dois Palmos do chão”
Data 18/05 a 04/06

Horário: terça a domingo, das 12h às 18h, e quinta, das 12h às 22h
Local: Atração Matéria-Prima
Alameda Travessia

Exposição de fotografias

Período de visitação: 18/05 a 04/06

Horário: terça a domingo, das 12h às 18h, e quinta, das 12h às 22h
Local: Praça de Convivência
As fotos exibidas no videowall pretendem mostrar a dura realidade do Hospital Colônia de Barbacena, na década de 1970, em imagens capturadas por Napoleão Xavier. E, seguindo a história que possibilitou a mudança da lógica manicomial, em 2015, Felipe Arthur registra o processo de desospitalização de pacientes do Hospital Serra Verde, onde a média de internação era de 30 anos.

Programação Semana Nacional de Museus

Ações Educativas – DIZER O INDIZÍVEL EM MUSEUS

"Museu e Histórias Controversas: dizer o indizível em museus" 
Período: 02 a 26/05/2017

Horário: de terça a sexta, das­ 13 às 17h;  quintas, das 16h às 21h

A proposta é abordar, no contexto deste museu e da sua temática, quais atores alinhavaram, alinhavam e alinhavarão as tramas das quais ele trata e que tiveram as suas memórias silenciadas e as suas histórias não ditas por este acervo e o seu arranjo museográfico. Diante disso, as ações educativas deste museu, ao longo do mês de Maio, pretendem evocar e evidenciar os saberes tradicionais e populares relacionados aos minerais; a importância da população migrante para construção da cidade de Belo Horizonte; e as mulheres na ciência.
 
Dinâmicas: “Pegue aqui uma simpatia”
Horário: de terça a sexta, das 13h às 17h30, e quintas, das 16h às 21h.

As simpatias estão relacionadas ao universo dos saberes e fazeres populares, traço marcante da cultura brasileira e, sobretudo, da mineira. A crença na cura e a busca do bem-estar espiritual, físico e mental por meio de rituais é herança da formação miscigenada do povo brasileiro. No mês de Maio, será abordada a importância das simpatias enquanto atributo identitário. No Ateliê Científico, os visitantes poderão pegar algumas simpatias, além de contribuírem com a atividade, caso conheçam alguma.
 
Você acredita na energia dos cristais?
Horário: terça a sexta, das 13h às 17h30, e quintas, das 16h às 21h.

A crença no poder de cura dos minerais também é característica da nossa formação sociocultural. A eles são atribuídos o poder da cura, do bem-estar e do equilíbrio espiritual. O Quartzo, por exemplo, na Grécia Antiga, representava a luz cósmica congelada vinda do Olimpo. O estudo dos minerais, neste sentido, é vasto.  São atribuídas propriedades medicinais à enorme variedade de minerais e os seus usos e pesquisas perpassam o tempo e se materializam não só na sabedoria popular, mas nas teorias e práticas científicas que buscam compreender as relações entre a energia dos cristais e o processo de cura.

CASA FIAT DE CULTURA

Programação Semana Nacional de Museus

Roda de Bordados | Atividade orientada pelo tema da Semana Nacional de Museus

Período: 16 a 21/05

Horário: terça a domingo, das 10h às 12h e das 14h às 18h.
Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus, em que os participantes vão realizar bordados livres em uma peça de tecido única, buscando expressar por meio do traçado das linhas os sentimentos, sensações, ideias e conflitos pessoais e/ou públicos que não conseguem apresentar por palavras.
Ateliê Aberto de Pintura

Período: 06 a 28/05

Horário: sábados, domingos e feriados, das 10h às 12h e das 14h às 18h
Atividade orientada pela exposição de Renata Laguardia na Piccola Galleria, que vai explorar a pesquisa da pintora sobre retratos de grupo para falar de conflitos individuais e sociais e outras “histórias controversas” que nem sempre são reveladas nos retratos oficiais. Durante o ateliê, as crianças utilizarão tinta guache e adultos, tinta acrílica.
 
Novo Programa de acessibilidade do painel de Portinari

Período: 16 a 21/05

Apresentação de maquetes baseadas no painel “Civilização Mineira”, de Candido Portinari, criadas para ampliar a acessibilidade da obra a pessoas com deficiência visual parcial ou total e materializar, para todos os públicos, os conceitos essenciais da composição da obra.

Bate-papo “Arte e inconsciente: caminhos incomuns para a criatividade”

Bate-papo a ser realizado com artistas visuais e especialistas em psicanálise e nas confluências dos campos da arte e da psique. A ideia é discutir a manifestação do inconsciente do artista na elaboração de sua obra. Convidados: Maria Thereza Waisberg (psicanalista), Miguel Gontijo e Leo Brizola (artistas visuais).

Faça um Comentário:

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *