Foto: Izabel Chumbinho/Iepha-MG

 

 

Museomix 2017 Circuito Liberdade é apresentado no Museu das Minas e do Metal


Noite reuniu parceiros, vídeo explicativo, degustação tecnológica e apresentação musical

 

 O Museomix 2017 Circuito Liberdade foi lançado, oficialmente, na noite da última quinta-feira (27/07), no MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, com apresentação do projeto, um vídeo explicativo, duas "degustações tecnológicas" - construídas pelo próprio museu e pelo Centro Universitário Newton Paiva -, apresentação musical do duo Vera Cruz e presença de parceiros. A coordenadora geral do Circuito Liberdade, Marcela França, explicou o que é a maratona criativa Museomix e como será a concepção no Circuito, que vai ocupar o prédio do Rainha da Sucata, nos dias 10, 11 e 12 de novembro, e a programação associada, a partir de setembro. O Museomix é um projeto que acontece em oito países, 13 cidades, 14 museus e será realizado pela primeira vez no Brasil.

“O Museomix inaugura um estreitamento entre políticas públicas muito importantes no Estado: inovação, ciência e tecnologia junto à política cultural", destacou Michele Arroyo, presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Artístico de Minas Gerais - Iepha-MG, gestor do Circuito Liberdade. Ela ainda salientou que o Museomix traz uma reflexão sobre como a tecnologia pode lidar com os conteúdos da cultura.

 

 

Representando a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sedectes), parceira do Circuito neste projeto, o sub-secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Dias de Oliveira, ressaltou que ações como estas fazem diferença e mostram que Minas Gerais está conectada às grandes tecnologias.


Com duração de três dias, o Museomix é feito por uma comunidade diversificada de designers, artesãos, programadores, mediadores, comunicadores e artistas, amadores ou profissionais, que partilham o desejo de construir um museu aberto, conectado e participativo: o museu do futuro.


Unindo ideias criativas e ferramentas tecnológicas, como impressoras 3d e máquinas de corte a laser, os participantes - chamados de “museomixers” - imaginam e constroem dispositivos inovadores de mediação entre acervos e visitantes.

Além da maratona criativa de três dias, o Museomix 2017 Circuito Liberdade irá trazer ao público uma extensa programação associada, a partir de setembro, com atividades gratuitas voltadas para a temática cultura, tecnologia e inovação. Serão oficinas, palestras, mostras e diversas atrações para todas as idades, realizadas nos espaços culturais do Circuito Liberdade. A programação será divulgada em breve aqui no site.

 

A origem do Museomix


O projeto teve origem na França, no ano de 2011, e desde então já aconteceu em oito países e 43 museus. Em novembro de 2017, o Museomix estará presente, pela primeira vez, na América do Sul e em Belo Horizonte. Na capital, a maratona criativa será realizada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), por meio do Circuito Liberdade, e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência,Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes). O projeto conta também com a parceria da Embaixada da França no Brasil, do BDMG Cultural, do Centro Universitário Newton Paiva e das faculdades UNA e UniBH, além de empresas e entidades.

Faça um Comentário:

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *